11 de set de 2016

Como foi o meu 11 de Setembro!(2001)

Como foi o meu 11 de Setembro!(2001).
Pe Damásio e diacono Antônio- Video quarta/07/09
Cada vez me convenço     que a verdade sobre” Deus criar primeiro os lugares” e depois as pessoas, influencia em tudo em nossas vidas.
A narrativa a seguir é fiel, daquilo que lembro.

Dia 10 de setembro 2011. Fui avisado que deveria ir a Campinas com um padre de mais idade. Era para resolver algo em uma rádio da região e sobre um imóvel. Morava na Mooca. Apesar de minha juventude o Padre acordou antes de mim e me chamou pela Janela:- Meu irmão não sei se a gente resolve algo lá hoje. Mataram o prefeito de Campinas, vi na Tv Agora. Mas vamos assim mesmo.
Dez minutos depois estávamos nós dois e um rapaz nos conduzindo até a Região. Iriamos em outra cidade, mas decidimos ir primeiro em Campinas. Seria entregue um imóvel que tinha locado na cidade. Chegamos a Campinas a cidade estava cheia de policiais e também helicópteros. Depois de duas paradas, perplexos com aquilo a morte do prefeito. Tomamos café e fomos a um prédio comercial. Ali em meia hora resolvemos tudo e pegamos o elevador. Neste elevador um rapaz diz, caiu um avião nos Estados Unidos. Descemos do elevador. Saímos rumo ao estacionamento e as lojas com Televisores ligadas, de repente tinham multidões vendo os televisores. Nós presumimos, devem ter pegado quem matou o prefeito. Saímos em direção a um escritório e de lá iriamos a cidade próxima. Foi quando alguém disse em um posto, caiu mais um avião.
Neste momento eu e o padre ficamos perguntando se teria  o mundo entrado em colapso? Ou se era tudo coincidência! Entramos em uma loja de conveniência e então nos inteiramos que os Estados Unidos estavam sobre ataques. E que na verdade não eram quedas de aviões. Meu amigo padre e o rapaz sugeriram vamos a uma casa, porque do jeito que está acho que nada resolve. Ao chegarmos nesta casa, liguei para meu irmão, que já estava hiper bem informado.
O resto todos sabem. Restou eu voltar para SP de ônibus, uma hora apenas. Cheguei em SP a tarde. Ninguém falava do que houve em Campinas, apenas dos ataques aos Estados Unidos.
Dobrei os joelhos agradeci pela vida. Um ano depois conheci um brasileiro que mora nos Estados Unidos, que estava indo ao World trade Center, mas se atrasou ele mostrou as fotos, do dia 11 de setembro.
Quinze anos se passaram, continua não tendo paz na terra. Outros ataques vieram pelo mundo. Resta-nos pedir a misericórdia de Deus. Felizmente as viagens a Campinas só tem sido alegria em nossas Paróquias e Catedral. Mas hoje lembrei em detalhes daquele 11 de setembro. Acho que isto me marcou mais ,do que um ataque terrorista que teve no Egito ,nosso grupo saiu meia hora antes, graças a Deus.(Eu estava lá neste dia também);

A gente não dá valor a paz, até ver a Guerra. Vamos declarar nosso país um Brasil de paz, sempre.
(Padre que me acompanhou: Mesaque Damião e o jovem Ribeiro).